A trajetória de pedais dos Beatles.

pedais-dos-beatles-pedalboard-gear  

Um dos primeiros efeitos de guitarra inventados certamente foi o fuzz e seu descobrimento foi por acaso em duas circunstancias diferentes como você pode acompanhar em nosso post sobre a história do Fuzz.

O destino então sorriu para os Beatles pois o surgimento do primeiro pedal de fuzz da história, o Fuzz-Tone Maestro foi contemporâneo as gravações dos primeiros quatro discos do quarteto de Liverpool entre 1963-1964 

 
Beatles e Maestro fuzz-tone (clique para ampliar)

Outro pedal de fuzz que caiu nas graças de Lennon e Harrison  foi o WEM Pep Rush, alegadamente utilizado nas gravações de Paperback Writer. A foto abaixo, tirada nas gravações da música, mostra John brincando com o pedal de fuzz Rush Pep.

Nos podemos conferir a sonoridade deste pedal
no video de
Paperback Writer.


Outros pedais de fuzz que os Beatles afirmavam usar , foram o
Tonebender Vox e o Fuzz Face. Exatamente apartir das
gravações de Let It Be.


(
Tonebender Vox em cima do cabeçote )

Os Beatles também usaram o  amplificador Vox Conqueror
que tinha um fuzz embutido que você pode conferir em alguns
sons do álbum Sgt. Pepper”s.

Se você deseja obter um ” fuzz ” com a sonoridade dos Beatles,
e não consegue encontrar estas raridades pelo mercado,
você  pode obter algo semelhante como um Fuzz Face, o mesmo
que  Hendrix usou ou talvez o Electro-Harmonix Double Muff,
que é muito básico e cru – perfeito para tons vintage!

Temos também para os amantes da BOSS o novo FZ-5 que tem a tecnologia
COSM empregando tons mais vintage.

Agora a indicação Pedalmaniacs vai para um pedal nacional
o 66 Bander GE da PLAN-9 . Este pedal recria
o Vox Tone Bender
O pedal é  dinâmico nas palhetadas, o som limpa progressivamente
com a redução do volume da guitarra, é rico em harmônicos
e o volume descende suavemente quando notas são abandonadas em sustain.

Outro pedal que podemos conferir na música
” Yes it is ” é o tradicional pedal de volume .
Rola até uma lenda que Harisson não conseguia
assimilar o controle do pedal a levada
da música
e Lennon fazia o controle com suas mãos.

Quando comecei está pesquisa, tinha alguns sons em mente
que gostaria de saber : De onde eles tiraram este som ?
E Revolution foi uma delas. Que distorção era aquela e de onde vinha ?!

Pois bem, simplesmente nenhum pedal foi usado e nem sequer
algum efeito do amplificador. Para alcançar o som , a guitarra de
John Lennon foi conectada diretamente à mesa de mixagem
com o canal do  ganho no tálo conseguindo assim  um som distorcido
ao velho estilo Link Wray percursor da distorção em 1958.


Em 1968/1969 durante a sessões de Let It Be, George Harrison começou
a experimentar mais sonoridades  em seu pedalboard
como  o pedal de Wah Wah o  ” Wah Vox v846 “.
Outro efeito que  George Harrison explorou  nos últimos dias
dos Beatles, foi o Leslie Speaker giro.


2 respostas em “A trajetória de pedais dos Beatles.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s