Pedais da Annie Erin Clark ( St Vincent )

Eu poderia muito bem afirmar que a talentosa guitarrista  Annie Erin Clark  é uma das mulheres que mais se testacam  tocando um guitarra nos últimos anos. Basta você ouvir o seu último disco Strange Mercy de seu projeto St. Vicent para concordar um pouco com eu digo.

Mas o que mais me chama a atenção, claro, são os pedais escolhidos por Annie, que alcança uma timbragem muito bacana usando Synths, Piths e reverberações como carro chefe em seu board, que é muito bem equilibrado com eu controlador RJM

EVENTIDE Pithfactor
EVENTIDE Blackhole Space
KORG Pithblack tuner
VOODOO LABS Pedal power 2 plus
ZVEX Mastotron   Compre aqui
DEATH BY AUDIO Interstellar overdriver deluxe
BOSS PS-5 Super Shifter
RJM Mastermind control
HANDMADE Tap tempo
MOOG Expressão

Annie Erin Clark st vicent gear
Annie Erin Clark pedalboardpedalboard St Vincent Annie Erin Clark
Annie Erin Clark st vicent gear

 



Que pedais Bob Marley usava?

Duas perguntas são muito frequentes entre os amigos aqui do blog e as pessoas que encontro em rodas de knobs :

1. Quais os pedais certos para tocar reggae ?

2. Que pedais usavam Bob Marley e os The Wailers ?

Bom, tocar em uma banda de reggae, assim como em uma banda de rock ou indie, pode te dar um leque de opções de efeitos bem grande, ficando a critério de seus gostos e sua criatividade. Mas existe sim, um arroz com feijão.

Os efeitos mais encontrados para estes estilos são os overdrives, delays, reverbs, phasers, wah wahs e auto wahs, e para uma sonoridade mais vintage, acrescente um bom pedal de fuzz.

Para a questão 2, vamos voltar lá em 1979 e 1980, quando Bob Marley  & The Wailers em turnê com o álbum Uprising,  faziam sua última turnê antes da morte de nosso grande ídolo, e contaremos um segredo, que talvez muitos aqui já devam saber.

Para falar dos pedais e efeitos usados por Bob e os lamentadores nesta turnê, temos que citar o nome de Roger Mayer, um engenheiro famoso na época por ter sido conselheiro, amigo e técnico de Jimi Hendrix e inventado um sintetizador analógico usado por Stevie Wounder nos álbuns ”Music of my mind”, ”Talking Book” e ”Innervisions”.

No ano de 1977 , Roger foi convidado a visitar a Jamaica para acessorar a banda na gravação e turnê dos álbuns Exodus e sucessores. Suas primeiras contribuições foram com a apresentação exclusiva de uma nova versão do pedal Octavia Fuzz, consagrado nos pés de Jimi Hendrix, desta vez com uma versão futurista em forma de foguete, e um pedal de Fuzz feito especialmente para a banda nos molde do octavio, porem sem as oitavas, algo mais na onda do Fuzzface, segundo Mayer.

É fato, Bob Marley não usava pedais, ele usava sua guitarra plugada em um Fender Twin Reverb, mas os outros dois guitarristas usaram.

Junior Marvin também usava um amplificador Fender Twin Reverb aliado ao seu Octavio Fuzz, usou um fuzz Mayer, um univibe (em alguns shows) e um pedal de Wah wah da Vox calibrado por Roger Mayer

Al Anderson usava um amplificador Mesa, um pedal Octavio, um fuzz Mayer e um Wah wah também da Vox*. Carece de fonte.

Veja o octavio e o wah na foto abaixoPedais do Al Anderson com Bob Marley  and the wailers
.
.
Veja o Fuzz em ação nos minutos citados abaixo no show ”Live in Santa Barbara”

00:20:30 Junior Marvin
00:23:35 Al Anderson
00:39:00 Junior Marvin   Octavio
00:45:46 Junior Marvin   Octavio ***

.
.
Nesta turnê tocaram nos teclados, orgãos e sintetizadores Earl “wya” Lindo e Tyrone Downie. (foto)

Ai que está o segredo dos efeitos mais sobressalentes nas músicas do grupo:

Wya usou um Hammond B3 / Leslie 147 Hohner Clavinet D6 com auto wah / phaser, provamelmente um Mu-tron.

Tyrone usou um Fender Rhodes Seventy-Six Oberheim OB-8.